Faturamento do setor de autopeças aumenta 5,6% em 2019

Segundo dados divulgados pelo SINDIPEÇAS – Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores, a receita nominal do setor teve incremento de 5,6% em 2019, mantendo-se em linha com a projeção de 5,1% feita pela assessoria econômica da entidade.

A continuidade do atendimento à demanda reprimida durante a crise (2015-2016), a redução da taxa básica de juros, maior oferta de crédito, ampliação da presença de motoristas por aplicativos, melhora dos indicadores de confiança e menor desemprego foram alguns dos fatores que explicam o aumento das vendas no setor.

Proveniente das montadoras, o faturamento cresceu 8,8% – metade da variação registrada em 2018 (17,4%), embora as vendas para este mercado respondam por 64,9% das vendas do setor de autopeças.

Já no mercado de reposição, a expansão foi de 6,6%, representando 14% do faturamento total do segmento.

As exportações, solapadas pela crise na Argentina, recuaram 9,2% (em reais) e 15,8% (em dólares). Ainda assim, as vendas externas permanecem como a segunda maior fonte de renda para os fabricantes de autopeças, respondendo por 16,6% do faturamento anual.