Lepe aposta no mercado externo para manter crescimento na faixa dos 20%

A Lepe Indústria e Comércio, especializada na fabricação de peças em ferro fundido cinzento, nodular e ligados, está mirando o mercado externo para manter o ritmo de crescimento de 20% registrado em 2018.
O principal foco da empresa é a Alemanha, cujo mercado é apontado por Wilson de Francisco Júnior, diretor-comercial, como forte e com boa demanda de fundidos de qualidade. As propostas apresentadas pela Lepe para este mercado somam € 6,5 milhões anuais de faturamento.
Além da Alemanha, a empresa visa a negócios na Espanha e Inglaterra, além de crescimento nos mercados já atendidos.
Atualmente, o mercado interno absorve 95% das peças produzidos pela Lepe, entre coletores, alavancas, suportes, polias, tampas, pedais, carcaças e volantes. O restante é direcionado para o exterior, especialmente para os Estados Unidos, China, Tailândia e Argentina.
Segundo Francisco Júnior, é possível que com esses novos mercados vislumbrados, especialmente o alemão, as exportações passem a representar 10% do volume produzido pela Lepe a partir de 2020. Ele ainda completa: “Nesse cenário de estagnação econômica, apesar de todos os índices positivos da indústria de autopeças e montadoras, exportar é uma boa saída, que deve ser bem explorada. No entanto, não pode ser vista como uma solução a curto, mas sim fazer parte de uma estratégia de longo prazo”.
A Lepe opera hoje com cerca de 50% de sua capacidade instalada de 1.500 toneladas mensais. O seu melhor ano foi 2011, quando produziu 1.350 toneladas.