ABIFA – Manifesto sobre reajustes de preços do ferro-gusa

Lamentavelmente a invasão da Rússia à Ucrânia é mais uma atrocidade que o Mundo vivencia. Vidas perdidas, famílias desfeitas e uma infinidade de desdobramentos socioeconômicos ainda imensuráveis.

Com as sanções impostas à Rússia em manifestação ao desacordo com a Guerra, temos uma desarticulação das cadeias produtivas em todo o mundo, o que está elevando os preços das commodities internacionalmente, mas não somente delas, como também de produtos antes produzidos e exportados livremente pela Rússia.

É com muita preocupação que a ABIFA – Associação Brasileira de Fundição foi comunicada do reajuste de preço na ordem de 25% do ferro-gusa produzido e comercializado no país.

Entendemos a dinâmica de mercado da lei de oferta e procura, mas como país precisamos salvaguardar a indústria de transformação brasileira, responsável pela geração de 20% do PIB e 20% dos empregos formais.

Concretizados os reajustes de preços, o repasse será inevitável.

Mais uma vez, enquanto entidade representante de uma indústria de base, sugerimos o diálogo e diplomacia nos acordos praticados.