Indústria de máquinas e equipamentos segue trajetória de recuperação em 2021

No primeiro trimestre do ano, o setor registrou receita +28% superior à do mesmo período de 2020. Os dados apresentados têm como fonte a ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos.

Receita interna

O mercado doméstico continua sendo responsável pela melhora do desempenho em alguns dos setores fabricantes de máquinas e equipamentos. Em março, o crescimento da receita interna foi de +21,7% na comparação com o mês de fevereiro de 2021 e de +45,1% em relação a março de 2020.

Exportações

Com a aceleração do ritmo de vacinação em importantes economias, o comércio internacional vem ganhando ritmo e, com ele, as exportações melhoram.

Nos meses de fevereiro e março, houve crescimento em relação ao mês anterior (+9,8% e +8,5% respectivamente).

Mantido o atual patamar de vendas (US$ 600 milhões/mês), a entidade acredita que “teremos um cenário positivo para as exportações este ano”.

Importações

Em março, as importações voltaram a registrar crescimento, tanto na comparação com fevereiro de 2021 (+29,4%), como março de 2020 (+21,4%).

Segundo a ABIMAQ, “esta recuperação na ponta era espera, já que a forte queda observada em fevereiro estava relacionada, em sua maior parte, à base de comparação inflada. Ainda que no 1T21 a queda nas importações continue elevada (-11,6%), os dados de ponta indicam recuperação ao longo dos próximos meses”.

Consumo aparente

O aumento das receitas no mercado interno e o forte incremento das importações em março foram reflexo do aumento interanual de +28,5% no consumo aparente de máquinas e equipamentos.

No trimestre, o consumo registrou crescimento de +11%, ante +2,4% observado em fevereiro.